Queda de Cabelo – Uma Questão de Auto Estima

0
182
Queda de Cabelo

A queda de cabelo, também designada por alopecia, pode ser ocasional ou progressiva, patológica ou fisiológica.

A ocasional é geralmente provocada por desequilíbrios hormonais, estresse, doença, dieta, ou após o parto. A queda de cabelo progressiva é geralmente de origem hereditária, e é com frequência acompanhada de excesso de sebo.

A patológica é causada por doenças (físicas ou do foro nervoso), queimaduras, fármacos, estresse, alimentação incorreta, ou infecções. A queda de cabelo fisiológica consiste num processo natural devido a fatores hormonais, hereditários, ou de envelhecimento.

A queda mais habitual, progressiva e fisiológica, passa por um processo de miniaturização do folículo: cada vez que um fio de cabelo é substituído, o próximo nasce mais fraco e fino. Este processo deve-se a uma enzima (5-alpha reductase) que transforma a testosterona presente no organismo em Di-hidrotestosterona (DHT). É esta a principal responsável pela perda de cabelo.

A queda prematura dos cabelos é acompanhada por um endurecimento do colágeno em torno e sob o folículo capilar normal, que impede uma fixação sólida e profunda da raiz do cabelo na derme. A compressão da raiz dificulta a microcirculação e o transporte de nutrientes, sem os quais o folículo miniaturizado produz uma fibra mais fina, frágil, e com menor tempo de vida.

As alterações na saúde do cabelo podem ser também um primeiro alerta de que algo não está bem no nosso corpo, uma vez que o organismo dá prioridade aos órgãos vitais quando está sob a influência de doenças, subnutrição, estresse, depressão, medicamentos, ou alterações hormonais.

A queda de cabelo anormal e excessiva pode ser contrariada por um programa estimulante intensivo do folículo e bolbo capilar, que limpe e nutra o couro cabeludo em profundidade, favorecendo a microcirculação cutânea e a vitalidade do fio.

Como Vencer a Queda de Cabelo

Queda de Cabelo

A queda de cabelo é uma condição que atinge homens e mulheres sejam jovens, adultos ou idosos ninguém está imune a esse transtorno.

Uma falha muito comum que os tratamentos tradicionais baseados em medicamentos cometem é a grave falta de foco em combater de dentro para fora o hormônio causador da calvície sem afetar o corpo como um todo, algo que somente a alimentação 100% natural é capaz de realizar. Embora pareça mais difícil de obter resultado – afinal, você está procurando especificamente recuperar os cabelos perdidos e tem ansiedade nisso – a verdade é que uma boa alimentação garante a você os efeitos que está desejando. Mas como isso é possível?

No caso dos cabelos, existem uma série de vitaminas e minerais que são necessários para manter a resistência, crescimento constante, e até mesmo um brilho maior ao seu cabelo! Eu sei que você é uma pessoa inteligente e sabe disso, pois já deve ter assistido e lido sobre cabelos e isso é algo que todo programa de televisão, entrevista com médicos, jornais e outros canais apresentam.

Então vamos esclarecer algumas dúvidas para que fique bem claro como uma boa alimentação é a grande aliada para aqueles que estão querendo combater a calvície…

Por que se Alimentar bem é o melhor tratamento contra a queda de cabelos?

Todo o organismo precisa de nutrientes (vitaminas, sais mineiras e proteínas) para sobreviver, e numa quantidade propícia para que não sofra de efeitos colaterais nocivos. Logo, uma alimentação saudável não significa necessariamente comer apenas produtos naturais sem um critério, mas sim apreciá-los de forma correta. Não basta comer, tem que saber comer.

E aqui vai um segredo: se fizer uma boa alimentação, você não precisa deixar seus alimentos favoritos de lado. Sim, aquela friturinha não saudável que não recomendamos mas você insiste em manter ou o refrigerante que você insiste em tomar – não precisam ser totalmente descartados, mas sem dúvida devem ser bem moderados. Mas vamos deixar isso de lado: agora que você sabe deste pequeno segredo, as coisas ficam bem mais interessantes, certo?

Uma alimentação bem feita também garante que os efeitos nos cabelos aconteçam mais rapidamente. Além de um equilíbrio de nutrientes que permite mais disposição, atenção, capacidade de trabalho, maior qualidade de vida.

Como os Alimentos são Perfeitos contra a Queda de Cabelo?

 

Queda de Cabelo

Pelo título acima, parece até mesmo uma exaltação da natureza, não é verdade? Aquele papo bem zen sobre estar em equilíbrio, apenas comer coisas naturais, etc.… E embora você possa seguir este estilo de vida – que é muito interessante, por sinal -, o tratamento natural traz mais benefícios do que você imagina mesmo que não seja uma pessoa “natureba”.

Por exemplo, o uso de alimentos como tratamento contra a calvície são fáceis de serem implementados. Uma vez que você está constantemente fornecendo ao corpo o que ele precisa para revitalizar os cabelos, acabam fazendo muito mais efeito do que qualquer remédio (e sem efeitos colaterais).

Um bom exemplo de alimentos que podem fornecer os nutrientes mais básicos para os cabelos são as carnes. Especificamente, o bife de fígado. Bem preparado, seja cozido ou frito dentro dos limites, ele é uma fonte rica de vitaminas como a D e algumas do complexo B, assim como o ovo. Outras carnes, como o peixe, também oferecem diversos nutrientes.

Outro excelente exemplo está no Suco de Laranja. Sua fonte de Vitamina C, embora não esteja diretamente relacionado aos cabelos, ele potencializa outros nutrientes, como o Ferro, e outras das vitaminas mostradas acima. E isto não é nem mesmo a ponta do que os bons alimentos podem te oferecer…

… Mas calma, isso não significa que seus alimentos favoritos devem ser comidos de qualquer forma. Assim como qualquer outro alimento, ele precisa de um cuidado apropriado para que você possa tirar o máximo de nutrientes. E se combinado com alguns temperos especiais, crescer os cabelos se transforma numa verdadeira experiência gastronômica.

O que nos leva a outro excelente benefício: a economia. Aquela parte do orçamento mensal que seria colocado na drogaria pode ser facilmente incluso no supermercado ou hortifrúti.

E isso não apenas aumenta a variedade de produtos durante as compras, como também pode representar uma economia ainda maior, já que você pode retirar aqueles produtos mais problemáticos da sua lista, e incluir opções mais saudáveis.

Tem muita gente aí comprando remédios, tendo efeitos colaterais e tendo que comprar outros remédios para combater esses efeitos colaterais. Ou seja, vai gastar muito por não ter optado por um tratamento mais natural.

E como bem se sabe, maior economia de custos significa mais dinheiro. E mais dinheiro, ao longo do tempo, permite cumprir objetivos ainda maiores, como uma viagem, um carro, e até mesmo aquele jantar especial com a pessoa que ama. E o melhor de tudo, com toda a autoestima revigorada por causa dos novos cabelos fortes e belos.

Viu como um tratamento natural pode trazer muito mais benefícios?

Conseguindo seus cabelos de volta

Um tratamento natural através de bons alimentos para combater a calvície traz benefícios muito além do possível. As várias vitaminas e minerais garantem uma resistência muito mais efetiva, além de tornar a aparência mais jovem, chamando ainda mais a atenção para os cabelos.

Manter uma boa alimentação também garante ótimos benefícios para o futuro. Muitas doenças perigosas, como diabetes, hipertensão, e mesmo alguns tipos de câncer, podem ser evitados quando aqueles alimentos mais industrializados e medicamentos são cortados do seu cardápio.

Se forem consumidos em baixas quantidades, eles causarão poucos danos ao corpo, mas mesmo assim ainda causam problemas – uma alimentação mais natural reforça seu sistema imunológico te deixando menos dependente de remédios, isso é um ciclo de saúde e economia para você e sua família.

Queda de Cabelo – Problema Cada Vez Mais Frequente

Os casos de calvície estão cada vez mais frequentes, tanto em homens, e surpreendentemente em mulheres. No caso delas, é impressionante os números: você sabia que uma a cada três mulheres tem sofrido deste mal em todo o planeta? E que boa parte destes casos ocorrem antes mesmo dos 30 anos?

Diferente das últimas pesquisas apresentadas onde as mulheres tinham muito menos riscos a calvície. Geneticamente eles tem menos predisposição, isso é fato!

Porém como a calvície não é apenas genética, mas a maior parte de fatores alimentares, cotidianos e químicos as mulheres hoje se encontram em uma situação bastante alarmante.

Certamente você conhece alguma mulher que está já tendo os primeiros sinais que são maior presença de cabelos na escova e no banheiro, enfraquecimento dos fios e menor brilho capilar.

Problemas como estresse, má alimentação e falta de informação no uso de algumas técnicas capilares fazem com que os infames buracos comecem a aparecer aos poucos, tornando suas vidas mais complicadas.

E tão complicado quanto sofrer de um problema como a calvície, são as soluções inviáveis que oferecem, através de remédios que na verdade não combate à doença, mas outros problemas mais graves de saúde como, por exemplo, desregulamento hormonal.

Há algum tempo atrás, contamos um caso de um professor ainda jovem que tentou vencer a calvície através de medicamentos baseados em cortisona, e o que ele conseguiu foi um problema mais grave do que tinha.

Hoje, vamos mostrar um outro caso, bem relacionado aos detalhes que comentamos acima. Você vai entender um pouco sobre como a calvície pode vir muito cedo e de causas inesperadas, afetando a autoestima, e mesmo as relações no dia a dia.

“Eu comecei a perder meu cabelo com 23 anos e me senti uma Fracassada”

Queda de Cabelo

Esse caso é baseado na história de Alya Mooro, jovem europeia de 23 anos. Você pode ler em inglês essa declaração através deste link ou então ler a versão traduzida abaixo que trouxemos a você!

Se existe uma frase que você nunca quer ouvir enquanto está sentada no cabeleireiro, essa é: “o que aconteceu aqui?”. Mas, há quatro anos atrás, foi exatamente o que eu experimentei. Eu estava aproveitando meu corte normal e secando os cabelos com o secador, quando aquelas palavras arrasadoras foram pronunciadas por meu cabeleireiro. Em alto e bom som, para todo o salão, ou foi o que senti.

Levantando o espelho para a parte de trás da minha cabeça, ele ergueu uma parte do meu cabelo e apontou para um perfeito, liso, e redondo ponto careca.

“Viu, ALI!”. Ele falou, para meu desespero…

Tudo foi ficando um pouco assustador depois disso. Eu consigo lembrar do sentimento inseguro se ria, chorava ou simplesmente arrancava os cabelos que ainda tinha.

Já posso começar a procurar por perucas agora… Pensei.

Um choro rápido e após uma procurada no Google (grande erro – para quem está desesperado), eu tropecei na palavra alopecia. É uma palavra que ouviria várias vezes pelos próximos anos.

Alopecia, uma forma de queda de cabelo causada frequentemente por estresse, afeta dez a cada mil pessoas. Mas uma nova pesquisa mostrou que mais mulheres estão perdendo cabelo como nunca antes. No Reino Unido, estima-se que 8 milhões de mulheres atualmente estão sofrendo de queda de cabelo.

Calvície é bem comum em homens (não que todos eles estejam confortáveis com a ideia), só que agora nós mulheres estamos sendo alvos desta situação tão incomoda e pra nós é ainda pior por diversos motivos. Não sei você, mas acho difícil um homem que acha atraente uma mulher sem um belo corte de cabelo, concorda?

Você consegue imaginar como me senti sendo uma garota de 23 anos já vivenciando esse problema?

Queda de Cabelo

Lidando com a dificuldade

Muito horrível, na verdade. A primeira e a mais esmagadora sensação foi a vergonha (e a voz megafônica do meu cabeleireiro não ajudou com isso). Eu não queria que ninguém soubesse o que estava acontecendo, e meus dias eram gastos desesperadamente tentando resolver a calvície. Felizmente era debaixo de uma pilha de cabelo e não era visível de imediato. Mas toda vez que uma brisa surgia, minhas mãos voavam para a cabeça, olhos a postos para todos os lados. Pensava sempre – “Alguém viu? Tinha alguém olhando?”

De acordo com um expert no Centro Belgravia para Tratamento de Queda de Cabelo – onde eu fui para consultas – alopecia é ensinada como uma desordem hormonal, que, como ele explicou: “Basicamente significa que o corpo vê os folículos capilares quase como eles veem uma doença, e portanto as ataca, obstrui os vasos capilares, o que faz eles pararem de crescer.”

Isto também é relacionado ao estresse que me fez sentir, sinceramente, como uma fracassada. Percebi isso como uma fraqueza de caráter que poderia ser tão facilmente afetada (e nem ao menos saber). Eu passei o ano seguinte inteiro me escondendo de quase todo mundo.

Contei apenas para meus amigos mais próximos e família… E, claro, todos eles queriam ver e tocar; levantando o cabelo cobrindo e cutucando minha careca com as pontas dos dedos enquanto eu soltava suspiros e eles ansiosos de pena.

O estresse pelo qual estava passando me fez perder ainda mais fios de cabelo. O que me deixou ainda mais estressada. Me senti presa ao ciclo da calvície.

Existem vários níveis de alopecia. Uma visita na clínica revelou que eu tinha Alopecia Areata – a mais comum e a com a forma de tratamento mais fácil. 

Apesar de estar em um tempo danoso, houveram algumas coisas boas vindo daí. Porque os primeiros meses de condição me forçaram a repensar a percepção de mim mesma, e meu lugar no mundo. O cabelo sempre foi um forte símbolo de feminilidade. E pela primeira vez, eu me vi preocupada definitivamente com isso…

Se eu fosse careca eu ainda me sentiria bonita? Eu ainda seria amada?

A Decisão

Isso te faz pensar quais outros atributos você tem a oferecer para o mundo. E te deixa extremamente auto consciente. A percepção de que a alopecia não é nada para se envergonhar e pode acontecer com qualquer um, a qualquer momento, ganhou forma. Isso me ajudou, mas errei ao buscar soluções mais sugeridas na clínica.

Então, uma vez por mês, até um ano atrás, eu fiz meu caminho para a clínica, onde fui submetida a um tratamento para gerar um fluxo sanguíneo para minha cabeça numa tentativa de reparar os folículos capilares. Todo dia eu esfregava creme de Minoxidil (que estimula os folículos) no espaço careca antes de dormir. Eu lavava meu cabelo com shampoo e condicionador específico para ajudar a crescê-los de volta.

Mas não funcionou.

Eu ia lavar meu cabelo no chuveiro e percebia alguns de cabelo que ainda caiam no chão, entupindo o ralo do banheiro. Eu surtava toda vez que percebia um vislumbre do ponto careca crescendo…

Eu ainda tenho que explicar ao cabeleireiro toda vez que vou para uma secagem. “Você cortou isso sozinha?” E eu não tenho vergonha quando explico exatamente o que está errado.

Essa situação me ajudou a aprender a tomar cuidado com as escolhas que fizemos, perdi dinheiro e tempo na busca de uma solução química. A única coisa que a clínica estava certa era no como a calvície acontecia, mas não acertaram em nada nos tratamentos químicos que me foram oferecidos. Pelo contrário… 

Transformando a história em inspiração

A história de nossa jovem é um tanto incômoda se pensar no sofrimento que ela passou nos primeiros meses. Embora só ela possa dizer os reais motivos de seu estresse, o fato é que este é um dos males que mais tem causado a calvície nos últimos anos, e a menos que se busque de forma direta de entender suas razões e pará-la, pode-se acabar como no caso da jovem, que como ela mesma descreveu, este sob o “ciclo da calvície”.

E infelizmente, apesar do apoio da família ser muito importante nos casos de calvície, para ajudá-la na recuperação, este apoio acabou se tornando mais um problema para a jovem, já que os parentes e amigos acabaram se sentindo culpados por sua condição, e ainda por cima olhavam curiosos para o ponto sem cabelo, como se fosse algo totalmente anormal.

Outro ponto, muito pertinente por sinal, é sobre o tratamento que ela tentou realizar, utilizando doses de Minoxidil em pomada no ponto vazio. Apesar de ser relacionada aos cabelos, este é um medicamento que traz efeitos colaterais mais desagradáveis do que a própria perda de cabelo em si. Além da necessidade de permanência de uso.

Exemplos incluem coceira na área onde foi passada a pomada (o que num caso de calvície torna-se ainda pior), dores de cabeça, couro cabeludo descamado, e aumento de sebo nos cabelos, deixando-os mais oleosos e propensos a novas quedas.

E isto apenas nos casos de uso das pomadas: para quem é receitado comprimidos, efeitos colaterais podem incluir sudorese nas mãos e nos pés, palpitações, dores no tórax, fraqueza no corpo, oscilação arterial e ainda por cima impotência sexual.

O que a jovem decidiu, cancelando o tratamento por medicamentos, foi a decisão mais sábia para o momento, o que a fez buscar uma melhor compreensão de si mesma. Desta forma, ela poderá buscar soluções que irão verdadeiramente ajudá-las a ter os cabelos de volta, muito mais belos.

Pessoas como ela, e como você buscam um tratamento natural mais expressivo e efetivo que mostrem que vencer a calvície não é apenas possível, como também pode ser fácil e saudável, e que de preferência dependa muito pouco a mais do que uma boa alimentação, para conseguir ter seus cabelos em melhor estado.

Através de uma solução natural, é possível recuperar os cabelos com qualidade e com ainda mais resistência do que era antes da queda.

Isto porque cada conjunto de alimentos nos quais você poderá consumir oferecem propriedades únicas, responsáveis por fazer com que seu organismo recupere os cabelos através do estímulo constante.

Prevenção da Queda de Cabelo

Queda de Cabelo

A prevenção da queda capilar vai depender muito do tipo de perda de cabelo. A calvície masculina (alopecia androgênica) é uma condição genética difícil de prevenir fisicamente, pelo menos sem um medicamento de prescrição, apesar de estes apenas serem recomendados quando a queda de cabelo já tiver começado.

Se sofre de calvície masculina ou feminina e a acha particularmente preocupante, é recomendado que fale com o seu médico sobre as opções de tratamento. Pode também falar com o seu cabeleireiro para que este aconselhe penteados que o façam sentir mais confortável.

Em geral, as técnicas de prevenção da queda de cabelo consistem essencialmente, em alterações positivas no estilo de vida que possam melhorar a sua saúde global. Quer a sua perda de cabelo seja genética ou não, é importante manter a boa saúde do couro cabeludo.

Dicas para a prevenção da queda de cabelo

As dicas seguintes sobre prevenção da queda capilar não vão necessariamente impedir que perca cabelo, ou prevenir que a calvície continue, mas podem atrasar o processo e em alguns casos impedir que ocorra.

Seguir uma dieta equilibrada

 

Queda de Cabelo

Se tem hábitos alimentares irregulares e salta frequentemente as refeições, pode experimentar maior queda capilar. Se está de dieta, assegure-se de que segue uma dieta equilibrada e de que não corta grupos alimentares por inteiro, uma vez que isto pode levar ao aumento da perda de cabelo. Ao seguir uma dieta nutritiva e equilibrada, com padrões alimentares regulares, vai ver a sua queda de cabelo atrasada.

Evite produtos agressivos para o cabelo

Queda de Cabelo

Existem vários produtos capilares que são anunciados como champôs e condicionadores milagrosos, que alteram literalmente a qualidade do seu cabelo durante a noite. Muitos destes contêm químicos prejudiciais, o que pode levar a que o seu cabelo fique seco e estragado a longo prazo. Use produtos orgânicos e evite químicos agressivos e cuidados capilares que possam causar problemas como a alopecia de tração.

Coma feijão

Queda de Cabelo

O feijão é uma grande fonte de proteína tal como o peixe, a soja, o queijo e as nozes. Os folículos capilares são feitos de proteína, por isso se comer proteínas suficientes e assegurar que o seu corpo está bem reabastecido, pode beneficiar a saúde dos seus folículos capilares.

Cálcio para os seus ossos e cabelo

Queda de Cabelo

O cálcio é outro mineral preventivo, uma vez que torna o seu cabelo mais espesso, forte e saudável. Garanta que tem um aporte de cálcio suficiente na sua dieta ao consumir produtos diários como leite e iogurtes.

Estimulação

Queda de Cabelo

Um tratamento mais holístico é a massagem do couro cabeludo para estimular o couro cabeludo e os folículos capilares a promoverem o crescimento do cabelo. São muitas vezes esquecidas, mas as massagens indianas à cabeça, por exemplo, podem ser usadas para estimular o couro cabeludo e ajudar no crescimento.

Tratamento para a queda de cabelo

A maioria dos tipos de queda capilar não podem ser impedidos de ocorrer, mas existem várias hipóteses de tratamento que podem impedir a progressão da queda capilar uma vez iniciada. Podem ser recomendados para homens e mulheres com calvície.

Existem várias opções de tratamento para a queda de cabelo, permitindo a homens e mulheres escolherem aquela que melhor se adapta a si.

                   

 

               

 

 

Rasponder

3 × 4 =