Alopecia e Queda de Cabelo – Qual a Relação Entre Elas

0
414

Alopecia é um termo científico usado para caracterizar a perda de cabelo generalizada ou parcial no couro cabeludo.

Há diversos tipos que classificam diferentes causas para a queda de cabelo.

Algumas estão relacionadas com alguma deficiência vitamínica, mas pode ser desencadeada por outros fatores, como stress, gravidez, doenças e até a genética podem influenciar no crescimento dos fios. Nas mulheres esse é um grande desafio podendo se tornar uma situação tão traumática a ponto de causar danos à saúde emocional, já que as mulheres têm a sua vaidade e autoestima afetada por essa insuficiência.

Semelhanças

O que há de comum entre as duas patologias é que representam algum tipo de perda de cabelo. Entretanto para identificar cada uma especificamente, é necessário avaliar a intensidade da queda, a localização da região afetada e principalmente, a sua causa, para buscar o tratamento ideal.

Diferenças

Isso é fundamental para entender a calvície. É importante não confundir com a queda de cabelos, afinal, não é uma queda mais bruta de cabelos da cabeça, e sim a atrofia, ou falta de produção de novas células de crescimento dos fios.  A calvície ocorre em pontos mais comuns, conhecidos como a coroa de padre, geralmente começando pelas entradas da cabeça. As alopecias podem ser no couro cabeludo total, ou parcialmente em falhas com formas arredondas por toda a cabeça.

Tipos de Alopecia

As alopecias mais comuns são: Aerata e Androgenética.

  • Alopecia Androgenética

A alopecia androgenética é o exemplo mais comum, também conhecida, popularmente conhecida como calvície, um fenômeno muito comum que acomete da redução dos fios e que e pode ocasionar em alguns casos a perda total dos cabelos em determinada áreas.

Alopecia e queda de cabelos

Alopecia Androgenetica é de origem genética e conhecida por Calvicie

Androgénetica, pois é provocada por fatores genéticos, somada à influência dos hormônios masculinos, como a testosterona, como sugere o nome. Andro do grego significa homem, e justamente por isso, são eles os mais afetados pela calvície.

Por isso, afeta menos as mulheres pela baixa produção da testosterona no organismo feminino.

  • Alopecia Aerata

É aquela perda comum por “abrir buracos”, cria falhas no couro cabeludo como se houvesse perdas de tufos na cabeça, geralmente em formatos redondos ou ovais. É uma doença auto-imune, pois é um ataque equivocado do sistema imunológico em alguma parte do corpo. Esse ataque é nos folículos pilosos.

A causa ainda é desconhecida. Ela pode atacar qualquer pessoa, mas, há uma tendência de ocorrer à doença quando há familiares próximos que já sofreram com a situação. Começa a mostrar seus primeiros sinais ainda na infância.

  • Pesquisas

Alguns pesquisadores estão em busca de respostas sobre as causas, para desenvolver tratamentos eficientes para a cura dessa doença que pode ser devastadora emocionalmente. Para isso eles estão considerando os genes, o desenvolvimento do folículo capilar, as células-tronco na pele, os medicamentos adequados e as respostas aos tratamentos imunológicos.

Tratamento da Alopecia

Há diversos tratamentos para ajudar no controle da queda dos cabelos. O transplante capilar, laser para estimular o crescimento dos fios, uso de medicamentos tópicos como pomadas e injeções na região afetada e o uso de medicamentos via oral como corticoides e o minoxidil.

O seu médico vai definir qual será o tratamento adequado.

Dicas para lidar melhor

Aprender a viver bem, sem sofrer com a perda de cabelo pode ser difícil por ser uma doença que devasta o emocional de quem sofre com essa perda tão significativa que é o cabelo. Mas isso não é a sua identidade. Há diversas maneiras de contornar a situação.

Adote prática de hábitos e coisas que você pode fazer para lidar com os efeitos desta perda:

  • Busque experiências de outras pessoas que também sofrem com isto. Essa troca pode te render boas amizades e compreensão maior sobre o que está acontecendo no seu organismo.
  • Aprender tanto quanto você puder sobre a doença.

Outros hábitos podem ajudar a reduzir ou eliminar possíveis riscos causados por desconfortos em público pelos fios perdidos incluem:

  • Proteja-se, use protetores solares apropriados para o couro cabeludo, face e toda a pele exposta, mantendo a área hidratada e longe de descamações e possíveis irritações ao longo do couro cabeludo.
  • Outra maneira de proteger a região também é usar óculos, lenços, turbantes e bonés. Caso se identifique com perucas procure a que mais te agradar.
  • Em casos mais graves quando há perda das sobrancelhas para quem sofre da alopecia aerata, as mulheres podem manter o desenho de seu rosto desenhando suas sobrancelhas com um lápis sutilmente.

E acima de tudo, aprender a valorizar a si mesmo por quem você é.

Seu cabelo não é sua identidade.

Então, o que você achou deste artigo? Não deixe de compartilhar com outras pessoas que você conhece.

Deixe seu comentário e conte sua experiência.

Compartilhe

Responder

Please enter your comment!
Please enter your name here

17 − 10 =