Cabelo Caindo – Por que Isto Acontece?

0
1055

Descobrir cabelo caindo mais do que o normal pode ser bastante assustador. Alguns casos, como a queda de cabelo pós parto, são razoavelmente frequentes e não causam tanto espanto. Mas muita gente simplesmente acorda um belo dia e observa que os fios estão ficando mais ralos, ou percebe mais cabelo caindo no travesseiro, nas roupas, saindo no pente ou durante o banho.

Porém você chega à conclusão que a coisa não está legal ao ver seu cabelo caindo mais que o normal e o pavor toma conta de você. Se você for uma mulher que recentemente “deu a luz”, a queda poderá ser considerada normal já que isto quase sempre acontece com as novas mamães.

Mas por outro lado, muitas pessoas, acordam e observam que seus fios de cabelo estão mais ralos e que muitos estão caídos no travesseiro, nas roupas, no box do banheiro e no pente. Acendeu a luz amarela! Atenção!

É comum o cabelo cair durante o banho, quando mexemos nele, quando penteamos… Mas é muito cabelo caindo? Quando a queda de cabelo é um problema de saúde? Como acabar com a queda de cabelo?  Existe medicamento para queda de cabelo? Como manter o volume?

Cabelo Caindo – Por que o Cabelo Cai?

Cabelo caindo

O nosso cabelo passa por três fases distintas durante o seu ciclo de vida, chamadas de anágenacatágena e telógena.  A grande maioria dos fios costuma se encontrar na fase anágena, que é quando o folículo capilar está ativo e o cabelo está crescendo. As demais fases são de descanso: o fio para de crescer, se desconecta da base do folículo e o resultado é cabelo caindo do seu couro cabeludo.

O que o eflúvio telógeno faz é aumentar a proporção de fios que se encontram na fase telógena, a última delas, quando o fio está pronto para cair (sozinho, puxado pelo pente, grudado no travesseiro ou empurrado pelo fio novo que começa a nascer abaixo dele). Normalmente cerca de 10 a 15% dos cabelos está nessa fase, mas no eflúvio telógeno a média pode girar em torno dos 30%.

Essa mudança costuma acontecer quando o nosso organismo passa por um choque muito grande. Algumas causas frequentes de eflúvio telógeno são:

  • Alterações hormonais(período pós parto, mudanças no uso de pílulas anticoncepcionais ou reposição hormonal, problemas da tireoide);
  • Doenças severas ou traumas físicos (febre muito alta, infecção séria, uma grande cirurgia) e psicológicos(stress severo, choque emocional intenso);
  • Alterações nutricionais(bulimia, anorexia, dietas radicais, deficiências nutricionais, anemia, excesso de suplementação de ferro ou vitamina A);
  • Alguns medicamentos(betabloqueadores, anticoagulantes, retinoides, algumas vacinas);
  • Doenças crônicas(lúpus, problemas renais ou hepáticos);

Acredita-se que diante desses casos de grande stress físico ou psicológico, o corpo concentre todo o esforço possível na sua recuperação e poupe recursos em algumas das atividades menos importantes (fazer o cabelo crescer, por exemplo!).

A perda acentuada dos fios costuma ser notada de um a seis meses após a ocorrência da causa, portanto se o seu cabelo começou a cair demais, tente se lembrar se nos últimos meses aconteceu alguma situação parecida.

Cabelo caindo

Um aviso especial para as mamães que sofrem com a queda de cabelo pós parto: muitas mulheres percebem o problema durante o período em que estão amamentando, e acreditam que essa possa ser a causa, mas amamentar não faz o cabelo cair.

O que acontece é que, como existe esse período de alguns meses entre a ocorrência da causa e a queda dos fios, muita gente acaba não associando uma coisa com a outra.

O cabelo caindo no pós parto tem como causa a flutuação hormonal comum do final da gravidez, ou seja, pode amamentar sossegada!

Ainda assim, leve em conta que durante esse período a sua alimentação deve ser rica e nutritiva, pois o seu corpo, além de se recuperar da gravidez, está produzindo leite para o bebê (e deficiências nutricionais podem sim interferir no eflúvio telógeno.

Tratamento Para Crescer o Cabelo – Como Acabar Com a Queda de Cabelo?

Cabelo caindo

Não assistir mais seus cabelos caindo pode não ser tão fácil, mas é possível. Sem cura, a calvície ou alopecia androgenética (AAG), que acomete tanto homens como mulheres, é progressiva, e o quanto antes a pessoa perceber o problema e procurar um médico maiores são as chances de controlar o processo.

— Só existem duas formas de tentar bloquear a miniaturização dos fios e propiciar o crescimento de novos: medicamentos e cirurgia. Mas antes de recorrer aos micros transplantes capilares, é mais indicado optar por substâncias que, além de mais baratas, são eficientes no combate à progressão da calvície.

A base do tratamento médico é a redução do DHT e a proteção dos receptores androgenéticos contra a sua ação. Normalmente os benefícios obtidos são na redução da velocidade de instalação da AAG e sempre após 6 a 8 meses de uso contínuo. Não existe um tratamento pontual, em curto prazo.

— O paciente precisa compreender que o tratamento deve ser contínuo entre os 16 e 50 anos de idade, pois é neste período em que este processo de miniaturização ocorre, sendo que as agressões entre 25 e 35 anos são as mais fortes.

Medicamentos Para a Queda de Cabelo

Se você está lendo atentamente este artigo, é porque certamente deve estar vendo seu cabelo caindo aos poucos ou em muita quantidade. ALERTA!!!

Abaixo, não só apresentamos substâncias que são essenciais para combater a queda de cabelo, mas também indicar a você como podem adquirir produtos que seguem esta mesma linha vão te auxiliar a acabar com a queda de cabelo. Boa Escolha…

 

  • Zymo HSOR
    Novidade no mercado brasileiro, o Zymo é um complexo enzimático de origem biotecnológica que atua no combate à queda de cabelos causada pela alopecia androgenética (AAG) feminina e masculina. Ele tem a propriedade de degradar a DHT no folículo pilosebáceo permitindo que o cabelo cresça novamente e receba menor agressão no processo da calvície. O uso pode ser complementado pelo Zymo Hair Xampu Enzimático antes da aplicação. Segundo estudo, aumenta em 73% o número de fios após 6 meses de tratamento.

 

  • Minoxidil
    Age melhorando a circulação no couro cabeludo e consequentemente retardando a queda do cabelo. Isoladamente os resultados são limitados. Não há recuperação total dos fios, mas reduz a perda de cabelos.

 

 

  • Finasterida
    Utilizado na forma oral ou tópica. Atua bloqueando a ação da DHT sobre os receptores dos bulbos capilares dos fios predispostos à calvície. Funciona bem para as áreas do meio e da coroa, não atuando do mesmo modo para a frente e entradas. Os resultados podem ser observados após 6 ou 8 meses de tratamento.

 

  • 17 Alfa Estradiol
    Solução capilar indicada nos casos de diminuição da fase anágena no ciclo de desenvolvimento capilar na alopecia leve a moderada, em homens e mulheres (queda de cabelos por fatores hormonais). Estudos clínicos mostraram um aumento na proporção de fios na região frontal, mostrando-se eficaz em aproximadamente 85% dos pacientes.

Fitoterápicos
Ervas e plantas medicinais também têm sido utilizadas para combater a queda de cabelo ou calvície. O alecrim é uma das plantas medicinais mais utilizadas em xampus, condicionadores e cremes para cabelo que auxiliam no tratamento da caspa, retardamento do aparecimento de cabelos grisalhos e na prevenção da queda de cabelo. Já o gingko biloba tem sido indicado por médicos pela eficácia em restaurar o funcionamento do sistema circulatório e melhorar o fluxo sanguíneo, fatores importantes na perda de cabelo.

  • Vitaminas 


O fator chave para o crescimento do cabelo é uma dieta rica em vitaminas. Todas contribuem para a melhoria dos fios, mas algumas são fundamentais na restauração do folículo, como a vitamina B, uma das melhores para o crescimento do cabelo; a vitamina A, que se não for fornecida nas quantidades adequadas ao corpo, leva à perda de cabelo; e a vitamina E, que ajuda na melhoria da textura dos fios.

Cabelo caindo

  • Minerais
    A falta de minerais como silício e zinco enfraquece não só o cabelo mas unhas e pele, por exemplo. Para ajuda a evitar e prevenir a queda de cabelo, é importante comer ostras, fígado, leite e farelo de trigo. O zinco tem ação principalmente quando os pacientes são idosos, e os seus cabelos vão ficando finos e frágeis
  • Xampu de Cetoconazol
    Antifúngico usado topicamente no couro cabeludo para diminuir a população de fungos, o excesso de oleosidade (o sebo é rico em DHT) e alguns estudos mostram que ele também inibe os níveis de DHT. A aplicação deve ser feita de duas a quatro vezes por semana
  • Gel FF
    Inibe a produção de DHT. O gel transdérmico permite a atuação apenas no couro cabeludo, sem absorção sistêmica.
  • Revivogen
    A fórmula contém ingredientes naturais que reduzem a produção local de DHT, bloqueiam os receptores androgênicos e estimulam o crescimento capilar. Deve ser aplicado diariamente.
  • Auxina Tricógena


É um extrato hidro alcoólico obtido da tussilagem (Tussilago farfara), milefólio (Achillea millefolium) e quina (Cinchona officinallis), com ação tônica e nutriente para o bulbo capilar. É usada no tratamento da alopecia, prevenção da queda dos cabelos e em alterações do crescimento da barba. Também é usada como estimulante do crescimento dos cílios. Bioenergizer Ativo marinho obtido das algas vermelhas Laminaria digitata, com tonificante e fortalecedora dos cabelos. Melhora a irrigação sanguínea no couro cabeludo e as trocas intercelulares, fortalecendo a raiz e os fios de cabelo, acelerando seu crescimento. In vivo, aumentou a quantidade dos fios de cabelo (+10%) e sua taxa de crescimento (+27%).

  • Follicusan
    Anti-queda (testadoin vitro). Normaliza o ciclo do crescimento capilar. Previne desordens funcionais do couro cabeludo, normaliza a secreção sebácea, evitando a formação da caspa.

Cabelo caindo

  • Hair Active
    Estimula a renovação celular e a microcirculação (ação vasodilatadora devido à vitamina PP). Possibilita uma melhor penetração de nutrientes na papila do folículo.
  • Cafeína
    É um estimulante do crescimento do folículo capilar, aumento os queratinócitos, de acordo com a pesquisa do professor Peter Elsner, do Departamento de Dermatologia da Universidade de Jena, na Alemanha.
  • L-Carnitina
    É responsável pela manutenção do metabolismo energético em todas as células do organismo. Transporta ácidos graxos através das membranas celulares até as mitocôndrias, onde ocorre a beta-oxidação (queima) para serem transformados em energia. Estimula o crescimento capilar do couro cabeludo humano através da redução da apoptose e aumento da proliferação dos queratinócitos da matriz capilar. Também aumenta a resistência física (energia), contribui para o equilíbrio dos triglicérides e ajuda na defesa do sistema imunológico.

Espero ter sido útil no sentido de definir uma alternativa para acabar com a queda de seu cabelo. Gostaria muito de receber sua opinião após o uso do produto de sua escolha. Não perca mais tempo vá em busca da auto estima e felicidade…

Compartilhe

Responder

Please enter your comment!
Please enter your name here

19 + 8 =